.posts recentes

. DOENÇAS E PRAGAS

. HIDROCULTURA

. PLANTAS DE BARRICA NO INV...

. DAR FORMA ÀS PLANTAS

. UM TEMA DELICADO: A REGA ...

. O SOLO APROPRIADO

. RECIPIENTES PARA PLANTAS ...

. VASOS, CAIXAS E BARRICAS

. PLANTAS DE VARANDA E DE T...

. PLANTAS NA COZINHA E NO P...

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

UM TEMA DELICADO: A REGA E A ADUBAÇÃO

 

   A quantidade e a frequência da rega divergem de planta para planta.É importante que o substrato, ou seja, a mistura da planta esteja húmida, mas não molhado. A pensar no bem delas, podemos ser levados a regar em demasia. Também na adubação, geralmente a quantidade não é necessáriamente benéfica. A condição mais importante para o desenvolvimento de uma planta é uma rega regular sintonizada de acordo com os seus requisitos.

   Sé se deve regar quando se nota que a superfície da mistura está seca, sendo que é melhor fazê-lo em pouca quantidade e com frequência do que em muita quantidade e poucas vezes. Só assim se pode aperceber se o torrão está totalmente húmido. Surpreendentemente , mais plantas se arruínam com excesso de rega do que o contrário. Por isso, é menos arriscado esperar um dia inteiro sem regar do que afogar a planta. Se o torrão ficar seco, por exemplo, devido a uma ausência mais prolongada, a melhor solução é mergulhar toda a planta num balde com água até deixarem de surgir bolhas de ar.

 

 

 

   Para algumas plantas, um banho de imersão ocasional pode ser muito agradável, mesmo que não haja sinais de seca. A água utilizada para regar as plantas não deve estar, de modo algum, demasiado fria. Principalmente no inverno, pois as plantas são especialmente sensíveis a um choque frio. Por isso, antes de regar, deve-se encher o regador e esperar algumas horas, até a água se encontrar à temperatura ambiente.

 

   Qual a altura certa para a adubação? o período de crescimento ativo e de floração é o período em que as plantas têm maior necessidade de substâncias nutritivas; normalmente, esta fase tem início na primavera e termina no outono. As excepções são as plantas que, naturalmente, desabrocham o seu esplendor floral durante o inverno, como por exemplo, o cacto-de-natal, a violeta-dos-alpes e as azaléias.

   No caso de, logo na primavera, altura em que surgem os primeiros indícios de crescimento na maioria das plantas, se ter efetuado o reenvasamento, pode-se adiar a primeira adubação ainda algumas semanas, pois a mistura fresca contem ainda todas as substâncias necessárias na concentração certa. Mais tarde deve-se efetuar a dosagem da adubação de acordo com as indicações do produtor; o que significa que, num espaço de 2 a 3 semanas, as plantas devem ser tratadas com o necessário. A dosagem de adubação em excesso ou uma adubação mais frequente não é certamente muito benéfico. Além disso, em locais especialmente escuros, as plantas precisam de pouca ou nenhuma adubação.

 

 

(Para além do adubo líquido, existem também substâncias em pó que se podem espalhar no substrato)

 

   A maior parte das plantas é mais prejudicada com adubação em demasia do que com uma falta temporária de substâncias nutritivas. Assim, com esta dádiva de amor, não há nada a fazer pelos vegetais "fracos" que queremos ajudar com doses adicionais de adubo. Caso deseje adubar estas crianças problemáticas, faça-o em doses reduzidas e aumente a dose apenas quando estiver a ficar mais forte. Se o adubo não for assimilado pela planta, a mistura fica salgada, o que pode causar danos nas raízes.

 

 

(As palhetas de adubo são práticas, pois os seus agentes agem de forma uniforme durante um período de tempo mais prolongado)

 


publicado por Mel às 20:27

link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De correctivos agricolas, dolomita a 6 de Dezembro de 2010 às 16:16
Obrigado pelo artigo! Deu para reter algumas coisas.

Abraço


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.relógio

. visitas


contador de visitas

.Bipolaridade

http://odiaadiadabipolaridade.blogs.sapo.pt/

.Dicas para donas de casa

http://donadacasa.blogs.sapo.pt/

.Coisas de gatos

http://minhasgatas.blogs.sapo.pt/

.Aquários e peixes

http://terapiadaaquarofilia.blogs.sapo.pt/

.Artesanato

http://vamosfazerarrte.blogs.sapo.pt/